Biscaia

A cassará Editora e MP-RJ

convidam para o coquetel de lançamento do livro

BISCAIA

a ser realizado a partir das 17h

do dia 3 de setembro de 2012

na sede do Ministério Público-RJ

Av. Marechal Câmara, 370 – 9º andar (Foyer)

Centro, Rio de Janeiro-RJ

Biscaia, o livro (O Globo)

O ex-deputado Antonio Carlos Biscaia conta que em conversa com o então ministro Tarso Genro, em 10/11/2008, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes, diz: “Ministro, quero agradecer ao Biscaia por eu ser prefeito do Rio”. O texto relata que Sérgio Cabral e Jorge Picciani decidiram lançar Paes depois de Biscaia virar tesoureiro de Alessandro Molon.

Ilimar Franco

Disponível em:

http://oglobo.globo.com/blogs/ilimar/posts/2012/08/09/a-coluna-panorama-politico-9-do-jornal-globo-459317.asp

Castor X Biscaia (O Globo)

A biografia de Castor de Andrade (1926-1997), o bicheiro, escrita por seu advogado e amigo Wilson Lopes dos Santos, 93 anos, como saiu aqui ontem, vai ganhar um contraponto.
O coleguinha Marcelo Auler lança em setembro, pela Cassará Editora, “Antonio Carlos Biscaia”, biografia do ex-procurador que denunciou Castor e toda a cúpula do jogo do bicho no Rio na década de 1990.

Ancelmo Goes

Disponível em: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/posts/2012/08/05/castor-biscaia-458694.asp

Memória: Biscaia (Carta Capital)

Sairá do prelo, nos próximos dias, a biografia política de Antonio Carlos Biscaia, ex-promotor  de Justiça no Rio de Janeiro. O livro é assinado pelo jornalista Marcelo Auler.

Biscaia marca o momento definitivo de combate ao crime organizado no Rio de Janeiro  comandado pela cúpula dos bicheiros. Em 1985, no primeiro governo Brizola, como  procurador-geral, ele determinou a abertura de dois inquéritos para apurar a exploração dos  jogos e outro para apurar os crimes cometidos pelos bicheiros.

Houve, então, resistência do secretário de Polícia Civil, Arnaldo Campana. Campana alegou  que a política adotada era a de relegar “a um plano menos prioritário o ataque à   contravenção do jogo do bicho”. Isso, dizia, era posicionamento do governador.

Biscaia insistiu. Campana reclamou com Brizola, que chamou Biscaia e pediu que suspendesse o pedido, pois estava em plena campanha para a eleição de Saturnino Braga a prefeito. Biscaia não voltou atrás.

Assim começou a ruir o império dos bicheiros cariocas.

Mauricio Dias

Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/julgamento-do-mensalao-sob-pressao/

O petista e os aloprados (Veja)

O livro que Antonio Carlos Biscaia lançará em setembro, escrito pelo jornalista Marcelo Auler, revela que o ex-deputado aconselhou os aloprados petistas a não comprar o dossiê do empresário Luiz Antônio Vedoin contra José Serra.

Então presidente da CPMI dos Sanguessugas, Biscaia recebeu a informação sobre a oferta do dossiê de Jorge Lorenzetti, então chefe de inteligência da campanha de reeleição de Lula em 2006. Disse Biscaia na época, segundo o livro:

– Não negociem com esses corruptos, que estão sonegando provas.

Por Lauro Jardim

 

 

Disponível em:

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/brasil/o-petista-que-negou-o-dossie-dos-sanguessugas-em-2006/