Lançamento de “Eu, Pierre Seel, Homossexual Deportado”

O relato do único deportado homossexual francês que contou a sua história é lançado no Brasil, com tradução de Tiago Elídio.

Pierre Seel, depois de décadas de silêncio e segredo, foi o único deportado homossexual francês que escreveu suas memórias e reivindicou o reconhecimento oficial de sua condição de sobrevivente do Holocausto. Dessa forma, rompeu um silêncio de décadas e afrontou corajosamente um tabu da história da Segunda Guerra Mundial: a deportação de homossexuais para os campos de concentração.

O livro relata: a infância no seio de uma tradicional e conservadora família da burguesia da cidade de Mulhouse; a prisão pela Gestapo com 17 anos; a deportação para o campo de concentração de Schirmeck; a inesperada libertação e a imposição de servir no exército de seus próprios algozes, pelo fato de ser alsaciano.

Pierre Seel relata ainda as décadas de opressão de quem sobreviveu aos horrores nazistas, mas teve que silenciar sua história, por pressão da própria sociedade, é suficiente lembrar que somente em 1982 as leis homofóbicas, implantadas pelo governo colaboracionista do General Pétain, foram realmente abolidas na França.

O livro de Pierre Seel é o testemunho de um destino trágico do nosso tempo, que ergue a voz para exigir reconhecimento e justiça, lutando corajosamente contra um tabu da história: a deportação de milhares de homossexuais para os campos de extermínio nazistas, na mesma condição de judeus, ciganos, opositores políticos e testemunhas de Jeová.

“Foi um trabalho pesado, pois revela uma obra triste e sangrenta, mas é uma publicação muito importante, já que o Brasil é um dos primeiros países no ranking de violência contra homossexuais. É essencial que essa memória de repressão seja recuperada e relacionada com o presente”, diz Tiago Elídio que, além de tradutor da obra, desenvolveu pesquisa de mestrado na Unicamp sobre a trajetória de Pierre Seel.

O prefaciador da edição brasileira, Márcio Seligmann-Silva, professor da Unicamp, Prêmio Jabuti e um dos mais renomados críticos literários brasileiros adiciona: “Sua narrativa não se detém na libertação do jugo nazista, como ocorre em muitos testemunhos de sobreviventes de campos de concentração e da guerra, mas também apresenta os terríveis anos de pós-guerra nos quais Seel não apenas manteve seu silêncio sobre seu passado, como ainda sobre a sua homossexualidade.”

As novas legislações pós-guerra não garantiram a proteção de todos os grupos perseguidos: “Enquanto as leis antissemitas caíram, as normas contra os homossexuais continuavam em vigor”, afirma Elídio. Isso explica porque muitas testemunhas preferiram o silêncio. Pierre Seel foi o único deportado homossexual francês a relatar a sua história.

De acordo com o Memorial do Holocausto dos EUA, de 90.000 a 100.000 homossexuais foram presos entre 1933 e 1945 na Alemanha, em nome do parágrafo 175 do Código Penal revogado somente em 1969. Entre 10.000 a 15.000 deles morreram nos campos de concentração nazistas e nas prisões. O governo francês só reconheceu pela primeira vez, em 26 de abril de 2001, a perseguição aos homossexuais durante a Segunda Guerra Mundial, em um discurso do então primeiro-ministro, Lionel Jospin.

Quando da publicação da edição francesa comentou o jornal Le Monde:

A deportação dos homossexuais é uma tragédia ignorada por causa da indiferença da história oficial e do silêncio dos raros sobreviventes. Pierre Seel, um dentre eles, guardou seu segredo durante mais de quarenta anos. Hoje, ele revela, com dignidade e simplicidade pungentes, o relato de uma existência devastada por um sofrimento enterrado sob o opróbrio e a vergonha.

Nicole Lapierre – Le Monde

25 de fevereiro de 1994

 

Serviço:

Título : EU, PIERRE SEEL, DEPORTADO HOMOSSEXUAL

ISBN: 978-85-64892-04-0

Autor: Pierre Seel

Tradução: Tiago Elídio

Editora: Cassará

Páginas:180                         

Preço: R$ 39,00                                        

Formato: 14 x 21 cm

 

Lançamentos:

Rio de Janeiro: A partir das 17:30 no dia 22 de março de 2012 na Livraria Travessa da Rua Sete de Setembro, 54, Centro, Rio de Janeiro, RJ

Tel. (21) 3231.8015

 

O livro está disponível nas seguintes livrarias na internet:

Livraria da Travessa:

http://www.travessa.com.br/EU_PIERRE_SEEL_DEPORTADO_HOMOSSEXUAL/artigo/c9e0243e-271c-4a6d-8084-7ad072fcd8ff

Livraria Cultura

http://www.livrariacultura.com.br/Produto/LIVRO/EU-PIERRE-SEEL-DEPORTADO-HOMOSSEXUAL/29635216

Empório Vértice:

http://www.verticebooks.com.br/index.php?sub=produto&id=113510